Proteção de Dados

4 passos para implantar um projeto em conformidade com a LGPD

O passo essencial para  implantar um projeto em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e cumprir as novas regras de gerenciamento de dados é inventariar minuciosamente os dados pessoais que está sendo coletado em seu negócio. 

Basicamente, é responder perguntas quanto ao uso de dados do tipo: “O que temos? Onde fica? O que poderia ser interpretado como informação protegida?”

Essas informações incluem qualquer coisa que possa ser usada para identificar uma pessoa, como nome, número de telefone, endereço e até se essa pessoa prefere usar um formato de 12 ou 24 horas. 

Mas esse processo não é um trabalho fácil. Os dados pessoais cobertos pelo LGPD e outras novas leis de privacidade não aparecem apenas em campos bem definidos do banco de dados. É preciso outros importantes passos para implantar um projeto em conformidade com a LGPD.

A gestão de dados é apenas o primeiro passo para a conformidade com a LGPD

Seja criada em um contexto comercial ou social, a proteção de dados é um conceito com o qual todos devem estar familiarizados. 

Embora algumas especificidades da implementação dos requisitos da lei de proteção de dados ainda estejam sendo definidas, a introdução da LGPD certamente coincidiu com, se não foi provocada, uma tendência ascendente de indivíduos que se tornam mais zelosos em relação ao seu direito à privacidade. 

As preocupações dos consumidores com a privacidade significam que o investimento em um programa de proteção de dados traz muito mais valor do que simplesmente proteger os negócios de ações legais ou sanções financeiras

Talvez o mais importante ao implantar um projeto em conformidade com a LGPD seja a necessidade de manter a reputação da marca e a confiança do consumidor.

À medida que os consumidores se tornam mais dispostos a mudar sua lealdade em favor de uma empresa que protege de forma segura seus dados, as empresas podem aproveitar com confiança sua conformidade com a LGPD para garantir vantagem competitiva.

Indo além do básico: 4 passos para implantar um projeto em conformidade com a LGPD

À medida que as organizações procuram atualizar a maneira como usam os dados e criar processos mais eficientes para preservar os direitos dos titulares de dados, várias atividades relacionadas à proteção de dados podem ser consolidadas em um programa mais amplo de controle de informações. 

Esse programa deve fazer mais do que simplesmente consignar a conformidade com a legislação de proteção de dados para um exercício projetado para evitar multas regulatórias:

  • Passo 1 – Governança: zela pelo cumprimento das regras previstas na lei e orienta seus funcionários.
  • Passo 2 – Jurídico: consentimento, contrato, obrigação legal, interesses vitais, tarefa pública e interesses legítimos.
  • Passo 3 – Tecnologia: precisão dos dados: todos os dados mantidos devem ser sensíveis e atualizados.
  • Passo 4 – Cibersegurança: garantir a infraestrutura do serviço prestado, condições para que o usuário seja capaz de preservar e gerenciar a privacidade, coleta e tratamento de seus dados pessoais.

A lei de proteção de dados abrange todas as partes das operações de uma organização. Para maximizar os ganhos comerciais da conformidade com a LGPD, as empresas devem estender a amplitude de seus programas de proteção de dados para incorporar a segurança das informações no design de aplicativos de negócios e infraestrutura técnica

A LGPD no leva a uma proposta de valor aos negócios na proteção e privacidade de dados

A legislação da LGPD determina que, na fase de projeto de qualquer operação de processamento, bem como no momento do processamento em si, as empresas implementem medidas técnicas e organizacionais apropriadas, projetadas para implementar a proteção de dados de maneira eficaz e integrar as salvaguardas necessárias para o processamento de dados. 

Portanto, os responsáveis ​​pelo desenvolvimento e fornecimento de sistemas de dados precisam observar como a implementação adequada da privacidade pode promover os negócios, bem como protegê-los de multas, e propor isso como um facilitador de negócios.

O objetivo comercial de diferentes organizações varia, mas serão necessárias alterações no nível de dados e código, portanto, isso provavelmente precisará ser conduzido por profissionais da segurança da informação com um bom entendimento dos negócios. 

Os benefícios da privacidade e da proteção de dados para os negócios, portanto, precisam ser identificados e apresentados em um contexto comercial como um facilitador positivo e não como um custo para evitar multas.

Essa é uma oportunidade para os profissionais de segurança da informação destacarem os benefícios financeiros que acompanham essas medidas aprimoradas de segurança e o envolvimento com os negócios só pode ajudar. 

Embora o custo adicional para projetar segurança não seja discricionário, trabalhar em um projeto em conformidade com a LGPD pode aumentar o suporte ao investimento e elevar o perfil e o valor percebido da função de segurança, definindo e desenvolvendo a maturidade dos negócios da empresa.

Traduzindo os requisitos em um projeto em conformidade com a LGPD bem sucedido

Uma organização de alta maturidade terá funções e responsabilidades de governança claramente definidas, a gestão ao risco acordado com os gestores, bem como os riscos de privacidade de dados priorizados e mitigados de forma eficaz com todos os controles de dados corretos, de maneira que exista uma probabilidade mínima de violação de dados. 

No entanto, o benefício de reduzir o risco será alcançado apenas se for sustentado por um profundo conhecimento dos negócios, suas operações, iniciativas estratégicas e planos futuros.

Para evitar que um projeto em conformidade com a LGPD falhe e que tenha a adesão segura à lógica de impor mudanças na lei de proteção de dados, é importante demonstrar que alcançar a conformidade tem o benefício de reduzir o risco. 

Em vez de focar nas implicações da não conformidade, as empresas devem usar cenários de negócio e ferramentas de tecnologia que reduzam o impacto da exposição de dados, a exemplo da inclusão da assinatura digital em seus processos e recursos tecnológicos.

Por fim, os ganhos nos negócios serão melhor percebidos se a motivação para a conformidade for proteger a organização, em vez da pressão externa por mudanças.

Sobre a E-VAL Tecnologia

A E-VAL Tecnologia atua há mais de 15 anos oferecendo soluções de segurança da informação para o mercado, pioneira em iniciativas no uso da certificação digital no Brasil, tais como, SPB, COMPE, Autenticação, Assinatura digital de contratos, Gerenciamento de Chaves e Proteção de dados e armazenamento de chaves criptográficas para os segmentos de instituições financeiras, educação e indústria.

Siga-nos nas redes sociais:
error

Gostou do blog? Compartilhe já :D