Proteção de Dados

Chief Data Officer (CDO): por que eles são importantes para minha empresa?

Com a crescente importância do gerenciamento de dados, proteção de dados e competência analítica, os CEOs estão tentando uma série de métodos diferentes para ajudar suas empresas a enfrentar os desafios. Uma abordagem comum é adicionar uma nova posição, Chief Data Officer (CDO), capaz de abordar o gerenciamento de dados, integração e desafios de utilização.

O que é e por que surgiu a posição de Chief Data Officer?

É preciso voltar no tempo para entender de onde veio a necessidade do CDO. Com o advento da internet, todos passaram a ter informações sobre tudo, e as informações cresciam exponencialmente. Embora a informação ofereça muitos benefícios, deve-se construir a infraestrutura certa para capturar dados. É preciso ter a capacidade de acessar e extrair dados, e então convertê-los em informação.

Desta forma, o CDO nasceu como uma tentativa de criar uma ponte entre líderes funcionais que precisam de informações em tempo real e o departamento de TI. Em um mundo perfeito, os líderes empresariais funcionais (Sales Ops, RH, marketing) seriam os “donos” de suas informações. O CDO investigaria plataformas e segurança, e então criaria um ambiente para permitir que cada usuário funcional acessasse as informações que precisasse.

Os CDO são mais eficazes quando há um sistema de software que permite ao usuário final executar análises fora do sistema. O papel existe, então, para encontrar a plataforma de BI correta. Dessa forma você pode ter a transformação de dados em informações, com o intuito de democratizar os ‘dados’. Esses profissionais exploram a análise de dados para oferecer suporte às melhorias operacionais para TI, marketing, gerenciamento de riscos, compliance, produção e finanças e além disso, também apoiar a geração de receita digital.

O CDO existe para quais empresas?

As primeiras companhias a adotarem o CDO foram do segmento B2C, por causa da enorme quantidade de dados que eles gerenciavam. Como resultado, esse tipo de papel existe principalmente nas empresas Fortune 1000 ou em novas empresas que são mais progressivas. As instituições maiores tendem a ser capazes de absorver a despesa extra de contratar um CDO.

Considerando que o CDO é um executivo sênior responsável pelas estratégias de informação, governança, controle, desenvolvimento de políticas e exploração efetiva da empresa, dessa forma ele terá grande relevância dentro das organizações contemporâneas. Em suma, o papel do CDO combinará responsabilidade com proteção da informação e privacidade, governança da informação, qualidade dos dados e gerenciamento do ciclo de vida dos dados, juntamente com a exploração de ativos de dados para criar valor comercial.

Existe rivalidade entre CDO e CIO?

O questionamento é muito comum, mas a rivalidade não deve existir, considerando que exercem atividades diferentes. O CDO desempenha o papel de gestão de risco, conformidade, gerenciamento de políticas e o papel empresarial. Assim, ele direciona a estratégia de informação e análise, atendendo a uma finalidade comercial. Por outro lado, os CIOs devem administrar os recursos e organizações da TI, a infraestrutura, as aplicações e as pessoas envolvidas na área. Em essência, o CDO é como uma “cola” entre a estratégia de dados e as métricas.

CDO na prática: case de sucesso

Mark Gambill, CMO da MicroStrategy, conta que existe uma empresa B2C no Centro-Oeste dos Estados Unidos que estava lutando com a forma de gerenciar dados em locais remotos. Eles queriam garantir que os dados estivessem disponíveis em locais remotos porque isso lhes conferia mais controle. No entanto, a organização se viu diante de alguns problemas significativos: três armazéns diferentes; grupos usando diferentes ferramentas de automação; diferentes bancos de dados que abrigavam diferentes dados; direitos diferentes aos dados, etc. O CDO entrou e mesclou tudo para garantir que o sistema fosse eficiente. Eles unificaram os dados e criaram as regras e governança corretas. Isso resultou em um ambiente mais controlado para gerenciamento e compartilhamento de informações críticas como KPIs. Com este sistema, o CDO garantiu que as pessoas certas tivessem acesso aos dados certos em seus próprios computadores, sem a necessidade de solicitar que a equipe de TI obtivesse os dados.

E-VAL Tecnologia, uma empresa do Grupo E-VAL

A E-VAL Tecnologia atua há mais de 13 anos oferecendo soluções de segurança da informação para o mercado, pioneira em iniciativas no uso da certificação digital no Brasil, tais como, SPB, COMPE, Autenticação, Assinatura digital de contratos, Gerenciamento de Chaves e Proteção de dados e armazenamento de chaves criptográficas para os seguimentos de instituições financeiras, educação e indústria.

Fale conosco, os especialistas da E-VAL Tecnologia terão o maior prazer em atendê-los, contribuindo para o desenvolvimento dos seus projetos e a melhoria contínua da segurança da informação para a sua instituição.

Siga-nos nas redes sociais:
error

Gostou do blog? Compartilhe já :D