0
1
0
1
1
0
1
0

Home Posts POR QUE VOCÊ DEVE GERENCIAR CHAVES CRIPTOGRÁFICAS?

POR QUE VOCÊ DEVE GERENCIAR CHAVES CRIPTOGRÁFICAS?

POR QUE VOCÊ DEVE GERENCIAR CHAVES CRIPTOGRÁFICAS?

Em tempos de transformação digital, a gestão das chaves criptográficas se tornou vital para empresas que buscam crescimento sustentável.

As empresas movem cada vez mais dados sensíveis pela internet e migram fortemente sua infraestrutura para a nuvem, em diferentes tipos de modelos de serviço. Na medida em que isso acontece, cresce a necessidade de uso de chaves criptográficas.

Diante dessa realidade, os profissionais de segurança protegem ativamente esses dados com técnicas testadas e comprovadas, que são usadas em diferentes fases do ciclo de produtividade das organizações, sempre com o objetivo de garantir a privacidade.

No entanto, a garantia de proteção e disponibilidade de dados pode não ser possível apenas com o uso da criptografia.

Por mais que exista uma tecnologia avançada contra violação de dados, sem o gerenciamento de chaves criptográficas, o risco de vazamentos ou roubos de informações ainda será grande.

Por que gerenciar chaves criptográficas é importante?

Gerenciamento significa proteger as chaves criptográficas contra perda, roubo, corrupção e acesso não autorizado. Entre os seus objetivos, temos:

  • garantir que as chaves sejam mantidas em segurança;
  • mudar as chaves regularmente;
  • controlar como e para quem as chaves são atribuídas;
  • decidir sobre a granularidade das chaves.

Na prática, o gerenciamento das chaves criptográficas significa avaliar se uma chave deve ser usada para todas as fitas de backup ou se cada uma deve receber a sua própria, por exemplo.

É preciso garantir que a chave criptográfica — e qualquer coisa relacionada a ela — seja adequadamente controlada e protegida. Portanto, não há como não pensar em gestão.

Se tudo não estiver devidamente protegido e gerenciado, é como ter uma fechadura de última geração na porta da sua casa e deixar a chave embaixo do tapete.

Para ficar mais clara a importância do gerenciamento de chaves criptográficas, basta lembrarmos dos quatro objetivos da criptografia: confidencialidade, integridade, autenticação e não-repúdio. Com ela, podemos proteger as informações pessoais e os dados corporativos confidenciais.

De fato, não faz sentido algum usar uma tecnologia que garante a segurança de dados sem que não exista um gerenciamento eficiente.

Gerenciamento de chaves criptográficas é um desafio, mas não é impossível

De fato, o gerenciamento de chaves criptográficas não é tão simples quanto chamar um chaveiro. Você também não pode escrever as chaves em um pedaço de papel. É preciso fornecer acesso ao menor número possível de pessoas e garantir que ele seja restrito.

A gestão criptográfica bem-sucedida no mundo corporativo exige boas práticas em várias frentes.

Primeiro, você deve escolher o algoritmo de criptografia e o tamanho de chave corretos para ter confiança em sua segurança.

Depois, deve garantir que a implementação da estratégia de criptografia corporativa esteja de acordo com os padrões estabelecidos para esse algoritmo. Isso significa ser aprovado por uma autoridade certificadora reconhecida — no caso do Brasil, as que estão homologadas pelo ITI, dentro do ICP-Brasil.

Por fim, deve garantir um gerenciamento de chaves criptográficas eficiente, associado a políticas e processos de segurança, que possam certificar um uso produtivo da tecnologia.  

Para ter uma maior confiança em sua estratégia de gerenciamento de chaves criptográficas, as primeiras perguntas a serem feitas são as seguintes:

Muitos serviços de gerenciamento retêm chaves privadas na camada de serviço, o que significa que seus dados podem estar acessíveis aos administradores dessa atividade. Isso é ótimo para disponibilidade, mas não para confidencialidade.

No final das contas, como acontece com qualquer tecnologia, a eficiência da criptografia depende completamente de sua implementação. Se ela não for feita corretamente ou se os componentes usados ​​não estiverem devidamente protegidos, ela estará em risco, assim como os dados.

Da criação das políticas à gestão de chaves criptográficas

Uma abordagem comum para proteger dados na empresa por meio do gerenciamento de chaves criptográficas é fazer um balanço, entender as ameaças e criar uma política de segurança.

As empresas precisam saber quais dispositivos e aplicativos são confiáveis ​​e como a política pode ser aplicada entre eles e na nuvem. Tudo começa em saber o que você tem.

A maioria das organizações não sabe quantas chaves tem, onde usa criptografia e quais aplicativos e dispositivos são realmente confiáveis. É uma total falta de gerenciamento das chaves criptográficas, dos dados e de sua estrutura.

Sem dúvidas, a parte mais importante de um sistema de criptografia é o seu gerenciamento de chaves, especialmente quando a organização tem a necessidade de criptografar uma grande quantidade de dados. Isso faz com que a infraestrutura se torne mais complexa e desafiadora.

Padronizar o processo é fundamental

A padronização dos produtos é fundamental. Mesmo a criptografia implementada de maneira adequada significa pouco se um invasor entrar na máquina de alguém ou se um funcionário for desonesto.

Em alguns casos, a criptografia pode habilitar um invasor e inutilizar todo o investimento em segurança, causando um estrago que vai muito além de prejuízos financeiros. A padronização é vital para criar políticas e processos úteis, reduzindo a possibilidade de brechas que podem resultar em ataques virtuais e roubos de dados.

A criptografia realmente cria mais oportunidades de negócios para diferentes tipos de empresas, não apenas atenuando preocupações como ataques virtuais, mas criando um ciclo de acesso aos dados organizado, eficiente e estratégico.

Em tempos de transformação digital e tantas disrupções tecnológicas e de mercado, adotar um gerenciamento das chaves criptográficas é vital para empresas que buscam um crescimento sustentável.

Agora você já conhece um pouco mais sobre gestão de chaves criptográficas. Mantenha-se sempre atualizado sobre este assunto por meio de nossa página no LinkedIn.